Escolha uma Página
trabalho futuro & suor

Parte 1

Pelo fim de algumas cidades, o fim de lugares onde eu habitava. Poster para o amigo que se dispede hoje; desejos para e pela partida de novos começos e cidades. ‘a relação entre tudo ou qualquer coisa / O nada / O político / como pessoal / relacional’

Parte 2 – exposing intimacy

Eu tenho dormido muito tarde. Me deito com notebook ao meu lado, leio vários artigos sobre design, arte, ou criptomoedas até que os olhos queiram começar a se fechar. Isto acontece por volta das 2 – 3h, normalmente depois de ficar até a meia noite em frente o illustrator, indesign ou photoshop. Por vezes todos juntos, por vezes também o wordpress; este parece um loop infinito como a barra de rolagem de artigos sobre design, arte ou criptomoedas. Quando em exaustão, ou quando os olhos em exaustão, o notebook torna-se despertador com algum horário com margem para o soneca, em modo avião, com a tela apagada. Ele está sobre a mesa; acredito que o modo avião e a tampa levemente fechada impede que, pelo menos neste momento, a câmera possa estar enviando meu último reduto de intimidade para servidores longe daqui. Ele está sobre a mesa, em estado entre suspensão e atividade, o mesmo que me encontro sobre a cama. Desde que não há mais planos para o futuro de um nós, me pego desenhando mil possibilidades de futuro para um eu, onde, em todas elas, algum trabalho é o motor de um pensamento que precisa ser interrompido através de um controle preciso de respiração — respira, espera, inspira, várias vezes — para que eu possa, enfim, dormir. No dia seguinte acordo depois do modo soneca acionado entre duas ou três vezes, um café, e o futuro desenhado mentalmente na noite anterior em estado de suspensão em algum lugar no lado direito do meu cérebro. Talvez o fim do nosso futuro tenha implicado num imperativo workholic-maquínico, que, aqui descrito, pode parecer altamente nocivo, mas todas as possibilidades de futuro sem nós me despertam e aceleram rumo a lugares autênticos e novos que só serão alcançados com muito suor, seja dia, ou madrugada.

Exaustão.